CARROS AUTÔNOMOS, FUTURO PRÓXIMO

Blog - CARROS AUTÔNOMOS-01

Já imaginou um futuro sem acidentes de trânsito? Os carros autônomos são aqueles que se movimentam sem a necessidade de um motorista e estão se tornando uma alternativa para evitar que problemas, como os acidentes, ocorram nas vias.

 Estes modelos em desenvolvimento, que podemos chamar de “automóveis do futuro”, são guiados por computadores que interpretam dados fornecidos por radares, sensores e satélites, a fim de prever o que acontece no trânsito, prevenindo acidentes, otimizando rotas e facilitando a vida do condutor.

Atualmente, não existe nenhum carro totalmente autônomo. Algumas empresas automobilísticas e de tecnologia estão desenvolvendo veículos com funcionalidades autônomas, porém, o grande sonho e desejo dos desenvolvedores é alcançar um exemplar que não precise da figura de um motorista.

Apesar de este feito ainda não ter sido atingido, as companhias envolvidas nos estudos e desenvolvimento dos carros autônomos caminham em direção à esta tecnologia aprimorando técnicas que aumentam a independência dos veículos em relação aos condutores. Empresas americanas estão trabalhando em uma série de possibilidades para que a automatização seja completa. A primeira funcionalidade desenvolvida foi a direção automática, que auxilia o motorista humano com a direção dentro de uma pista e permite com que o veículo se mova com velocidades de até 80 milhas por hora.

A segunda conquista do setor foi a mudança automática de faixa, que ajuda o motorista, movendo o carro a uma pista adjacente quando o sinal de mudança de direção é ativado e quando é seguro fazê-lo. Os sensores do veículo são preparados para assegurar que a pista esteja livre de tráfego antes que ele o carro em questão se mova. O software avisa os condutores, por meio de uma vibração no volante, quando o veículo entende que a mudança de pista é necessária e possível.

Por fim, foram desenvolvidos os sensores que permitem com que computadores analisem as condições das vias. A conexão do dispositivo com um GPS minimiza também as questões de tráfego intenso. A intenção das companhias é reduzir o número de acidentes de trânsito, na medida em que controlam, além da velocidade, a falta de atenção humana.

As tecnologias que permitem com que os veículos se tornem cada vez mais autônomos têm evoluído muito durante os últimos tempos. Além de menor risco de acidentes, elas proporcionam  mais conforto ao condutor, que precisa exercer menor esforço físico, podendo, no futuro, utilizar o tempo de deslocamento para outra função, como, por exemplo, descansar ou trabalhar. Porém, mesmo com o interesse das empresas por custos menores para o desenvolvimento destas tecnologias que envolvem o setor automobilístico, este, certamente, não será um produto popular. O que nos resta é aguardar as novidades e aceitar que o futuro está chegando.