BRASIL APONTA CRESCIMENTO EXPONENCIAL NO SETOR DE ENERGIA

Blog - BRASIL APONTA CRESCIMENTO EXPONENCIAL NO SETOR DE ENERGIA-01

 

O setor de energia do Brasil é afetado por muitas variáveis e analisar o futuro desta indústria pode ser um desafio. As ramificações das tendências políticas e econômicas têm grande alcance e as previsões, em alguns pontos, podem ser difíceis. No entanto, vários fatores apontam para o fato de que o Brasil poderia ter um crescimento significativo no setor de energia solar, apesar dos desafios que esse campo enfrenta.

Atualmente, o país depende entre 70% e 80% da produção de energia hidráulica. Além disso, a expansão da indústria de energia solar é dificultada por políticas rigorosas e uma estrutura tributaria extremamente complexa e restritiva. Além disso, a demanda de energia do país sofreu queda por conta, principalmente, da recessão econômica enfrentada pela população.  Por isso, muitos contratos de energia solar assinados nos últimos anos tiveram que ser cancelados. Quando comparado a outros líderes da indústria solar, o Brasil ainda precisar dar grandes passos.

Em contraste com o ambiente político brasileiro, a China possui regulamentações governamentais incrivelmente favoráveis que permitem o crescimento nesta área com foco em trazer energia renovável para as regiões mais remotas do país. Quando comparado a um país como Bangladesh, que é 50 vezes menor, o Brasil tem um número muito limitado de painéis solares instalados nas casas e edifícios espalhados pelo território. Bangladesh possui 1,5 milhão de painéis solares em comparação aos 10.000 instalados no Brasil.

Apesar destas falhas, o Brasil tem o potencial e a pode mostrar um crescimento incrível neste setor. Desde a década de 1990, o custo dos painéis solares diminuiu 60%; isso é algo que o Brasil pode e já começou a capitalizar. De 2014 a 2015, a energia solar no país aumentou quatro vezes. Este é apenas o começo, visto que a capacidade de expansão do país no setor de energia solar é incomparável. Brasil é o lar de recursos que promovem o ambiente perfeito para a energia solar. Estando localizado principalmente nos trópicos, possui vastas extensões de terra colocadas na área geográfica perfeita, recebendo cerca de 3.000 horas de luz solar por ano, mais do que a maioria dos outros países da região.

Entender o futuro da indústria solar no Brasil exige observar as circunstâncias políticas, econômicas e ambientais em que o país se encontra. Isso revela muitos obstáculos, no entanto tendências e variáveis indicam que Brasil será capaz de superar estes e mostrar crescimento incrível nesta indústria. De acordo com um relatório produzido pela Bloomberg, o Brasil é projetado tem capacidade para trabalhar 20% baseado em energia solar até o ano 2040. Isso parece altamente possível, mas depende do apoio do governo para a alocação correta de recursos.